top of page

Interessante projeto em Madeira maciça e design de microclima se destacam na proposta vencedora para Universidade das Ilhas Faroé


Campus universitário de Torshvan

O design de um novo campus comunitário com o propósito de estender a temporada confortável ao ar livre em 150 dias a cada ano inclui madeira maciça e fachadas verdes integradas e criam condições ideais para que os estudantes aprendam e socializem.


O design para o edifício do campus universitário de Torshvan, nas Ilhas Faroé, de 8000 metros quadrados, se inspira nos assentamentos históricos das ilhas e em métodos antigos de adaptação de edifícios às condições climáticas do Atlântico Norte. Abraçando o costume local de 'ler a paisagem', o design imagina um agrupamento de edifícios posicionados para criar abrigo natural.

A competição contou com seis equipes de arquitetos, todas lideradas por equipes de arquitetura locais. Entre as equipes concorrentes estavam BIG e Cobe em cooperação com estúdios locais, entre outros.


Ilhas Faroe

O novo campus apresenta um quadrado interior que serve como o coração. Uma 'rua' central e uma grande escadaria são projetadas para promover interações diárias, além de uma biblioteca, espaços de estudo informais, uma cantina, um café, espaço para pesquisadores e funcionários administrativos, salas de aula e um amplo auditório flexível.


Sede de alguns dos edifícios de madeira em funcionamento mais antigos do mundo, datando do século XI, as estruturas históricas duradouras, artesanato tradicional e a arquitetura característica das Ilhas Faroé foram uma inspiração distinta para o design da extensão universitária. Os edifícios serão construídos usando madeira maciça (laminada colada e CLT) e cobertos com um telhado de turfa para se integrar perfeitamente à paisagem icônica de Torshavn.


"Nossa visão se inspira nos métodos históricos de construção nas Ilhas Faroé e nos edifícios de madeira maciça do passado, oferecendo à Universidade das Ilhas Faroé um campus moderno que se integra perfeitamente à paisagem e ao seu contexto variado", disse Ósbjørn Jacobsen, Diretor de Design, Parceiro, Henning Larsen Ilhas Faroé.

Campus universitário de Torshvan

Os elementos verdes continuam nas elevações norte e sul dos edifícios, compreendendo módulos de fachada projetados para o crescimento de vegetação ao longo do ano, especificamente no clima do Atlântico Norte das ilhas. Como um contraste marcante com muitas soluções de fachada biófila existentes que são componentes adicionais instalados em estruturas existentes, o design é um sistema de fachada modular autossustentável. Com suas características estéticas e estruturais, esse elemento de fachada introduz a natureza vertical como parte integrada do design do edifício, em vez de ser uma reflexão posterior.


Projeto Henning Larsen

Estendendo a temporada ao ar livre por cinco meses

Projetado para enfrentar as frequentes mudanças climáticas de Torshavn - onde é comum experimentar múltiplas frentes climáticas em um único dia - um espaço central do pátio é fechado e protegido por edifícios em todos os lados, criando condições ideais para atividades ao ar livre.


"Usando simulações de vento e sol, posicionamos o volume do edifício para que ele seja protegido dos elementos. Estamos transformando algumas partes existentes de um estacionamento em um novo espaço comunitário verde, protegido dos fortes ventos do noroeste que dominam Torshavn. Dessa forma, adicionamos 150 dias à temporada confortável ao ar livre e criamos as melhores condições possíveis para a vida ao ar livre em uma das localizações de campus mais rigorosas do mundo", diz Jakob Strømann-Andersen, Diretor de Sustentabilidade e Inovação, Henning Larsen.

Catalogo VG

Kommentare


bottom of page