John Todd e os sistemas naturais para tratamento de água

Atualizado: há 4 dias

Quando se pensa em projetos sustentáveis, inovadores e inspiradores que podem revolucionar ambientes, sobretudo para tratamento da água, o pioneiro foi John Todd. O biólogo canadense, ninguém menos do que a principal referência no assunto, é o responsável pela John Todd Ecological Design, fundada na década de 1980.

John Todd Ecological Design

Foi por meio desta abordagem totalmente sustentável que John Todd desenvolveu seus próprios e originais sistemas de tratamento de águas residuais, que chamou originalmente de “Eco-máquinas”, usando tecnologias de ecossistemas que incorporam plantas, animais e bactérias. O trabalho realizado na John Todd Ecological Design inspirou pessoas em todo planeta.


John Todd Ecological Design

“A coisa mais interessante que aprendi é a capacidade dos sistemas vivos - com diversidade biológica suficiente - de se auto organizar, projetar, reparar, replicar e resolver vários problemas para as pessoas. Isso inclui o cultivo de alimentos, a geração de combustíveis, limpeza de poluentes, tratamento de esgoto e outros resíduos e reparação de ambientes danificados”, avalia John Todd.


Veja abaixo um vídeo de John Todd:


Trabalhos da John Todd Ecological Design pelo mundo


Os complexos e originais sistemas de tratamento de resíduos de John Todd foram implementados em diversos locais do globo. Há projetos bem-sucedidos em vários países, tanto em nações desenvolvidas quanto em países em fase de desenvolvimento.

O reconhecimento do trabalho de John Todd vem da quebra do paradigma no tratamento de água, na medida em que sua abordagem inclui novos conceitos. Quando fundou a John Todd Ecological Design, o biólogo tinha convicção de que era possível ter uma alternativa para tratar águas residuais, bem como recuperar corpos d'água deteriorados.


Desde então, seus estudos e e técnicas de wetlands cuidam desde esgoto doméstico a resíduos industriais, contemplando canais urbanos contaminados com esgoto, lagoas de águas pluviais, características da paisagem e lagos naturais. A base de tudo está na biodiversidade, nos processos naturais. Assim, é possível desenvolver sistemas simples do ponto de vista mecânico, mas biologicamente complexos, por meio dos quais consegue-se tratar elementos contaminantes e resíduos humanos.


John Todd Ecological

Wetland como jardim filtrante


No fim, o grande objetivo de John Todd é quebrar barreiras e paradigmas e reconectar os homens com a natureza para experiências novas e restauradoras.


Jardim Filtrante

Um pouco mais de John Todd


Nascido em 1939, Todd é graduado em agricultura, parasitologia e medicina tropical pela Universidade McGill, Montreal. Tem doutorado em pesca e etologia pela Universidade de Michigan, nos Estados Unidos. É professor e palestrante da Escola Rubenstein da Universidade de Vermont.


O biólogo é fundador e presidente da Ocean Arks International, uma organização sem fins lucrativos de pesquisa e educação; e co-fundador do New Alchemy Institute, um centro de pesquisa que fez estudos pioneiros em agricultura orgânica e aquicultura.

Tem em seu currículo um sem número de homenagens, entre as quais o Prêmio Buckminster Fuller de 2008, pela melhor ideia/conceito para ajudar a salvar o planeta e a humanidade; Prêmio Chico Mendes da Agência de Proteção Ambiental e Prêmio Mérito Ambiental; um prêmio pelo conjunto da obra do New York Open Center; e Prêmio Visionário Global da Cidade de Chicago.


Em 2007, John Todd foi nomeado um dos 100 maiores visionários do século 20 pela revista “Resurgence & Ecologist”. Além disso, recebeu um prêmio por sua tecnologia de restauração no Lago Punawai, num Resort no Havaí, pela promoção de ideias originais e inovadoras. Também foi considerado como um dos 35 maiores inventores em pela “Inventing Modern America”.


Sistemas de Wetland no Brasil


As técnicas a base de Soluções baseadas na Natureza servem de inspiração para as wetlands construídas da ONE I NBS, empresa do Grupo VG. A partir de tecnologias de ponta, é possível criar um ecossistema inteligente de purificação de água, utilizando o mesmo princípio da natureza. As wetlands podem tratar esgoto de águas residenciais, assim como águas utilizadas pela indústria.


A ONE I Nature-based Solutions dedicada a projetos 100% sustentáveis, desenvolveu um ousado plano tomando como base os jardins filtrantes para tratar o efluente dada estação Vila Olímpia da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), ao lado da Marginal do Rio Pinheiros, em São Paulo (SP).




Os jardins filtrantes ficarão na área dos trilhos da estação Vila Olímpia da CPTM. O esgoto vai ser coletado e num primeiro momento será passado por uma câmara de gradagem. Depois, passará por uma câmara de ozonização e oxigenação e, na sequência, será bombeado para os jardins onde é feita a filtragem por meio das plantas. Então, a água de reúso será destinada à irrigação dos jardins verticais colocados pela Vertical Garden na estação de trem, além da lavagem do piso do local de grande trânsito de pessoas. Conheça mais sobre o projeto aqui!

Confira outras matérias que você talvez goste:

→ Para reforçar vocação em jardins verticais, Haná Garden agora é Vertical Garden

Vertical Garden cria projeto exclusivo de paisagismo do Parada Madero

Paisagismo em escritório no pós-Covid19 deve ser ativo estratégico

Nasce o Grupo VG, a holding de empresas sustentáveis


#grupovg #verticalgarden #onenbs #brands #designbiofilicocorporativo #jardimverticalnatural #johntodd #esg #jardimfiltrante


BRA: +55 (11) 4873 2188

USA: +1 (786) 991-2661  

BRA: Rua Colégio Pio XII, 10 – Morumbi – CEP 05657-140 

USA: 323 Sunny Isles BLVD, #708 Sunny Isles Beach, FL- 33160

Vertical Garden. CNPJ: 15.494.532/0001-08
Politicas da loja

Manual de Cuidados

  • Facebook Social Icon
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social
  • YouTube ícone social
  • RSS
  • Google+ ícone social
  • Pinterest ícone social
  • Google ícone social Places