Arquitetura Hospitalar: um novo olhar para sustentabilidade com os Hospitais Verdes

Atualizado: 13 de Nov de 2019

Quando se pensa em um hospital imediatamente vem à mente a ideia de cura, restauração da saúde, além de bem-estar e qualidade de vida. Não apenas pelos profissionais que habitam esse espaço, como, por exemplo, médicos e enfermeiros que salvam vidas e cuidam do ser humano, mas também pela estrutura e ambiente físico.


Arquitetura Hospitalar reduz desperdícios e traz pilares sociais e sustentáveis

Isso porque a arquitetura hospitalar tem levado em consideração pontos importantes de sustentabilidade, que apontam na direção da vida, preservação de recursos ambientais e, claro, promoção da saúde de homens e mulheres.


Do ponto de vista conceitual, um hospital verde considera dois pontos fundamentais: sua estrutura no processo de construção e a conduta operacional. Quando há a união desses dois valores que visam preservar o meio ambiente, nasce um hospital verde.

Agenda global de hospitais verdes na arquitetura hospitalar

Para ilustrar e trazer ainda mais luz ao assunto, um hospital verde, na prática, é construído em área ecologicamente correta; utiliza produtos de construção verde; recicla; reutiliza materiais; reduz o desperdício; diminui o uso da água; tem espaços próprios para reflexão e interação com a natureza; e preza pela qualidade do ar.

Nesse contexto, vale citar os objetivos da agenda global de hospitais verdes:


  1. Liderança: priorizar a saúde ambiental

  2. Substâncias químicas: substituir substâncias perigosas

  3. Resíduos: reduzir, tratar e dispor os resíduos de serviços de saúde

  4. Energia: implementar eficiência e geração de energia limpa renovável

  5. Água: reduzir o consumo de água e fornecer água potável

  6. Transporte: estratégias de transporte para pacientes e funcionários

  7. Alimentos: alimentos saudáveis e cultivados de forma sustentável

  8. Produtos farmacêuticos: prescrição, administração e destinação

  9. Edifícios: projetos e construções de hospitais verdes e saudáveis

  10. Compras: comprar produtos e materiais mais seguros e sustentáveis

* A agenda de compromissos é apoiada por associações como a Green Hospitals e a ABDEH (Associação Brasileira de Desenvolvimento do Edifício Hospitalar) a qual a Vertical Garden é membro associado.


Arquitetura Hospitalar e Jardins Verticais


Além disso, a definição de um hospital verde também está associado ao paisagismo do local, que, importante ressaltar, está muito além de simples vasos espalhados pelo ambiente. Trata-se de um projeto de harmonização do espaço todo com o verde da natureza. Nesse cenário, destaca-se o jardim vertical, um elemento que pode contribuir para a ideia de hospital verde.


Projeto Melina Romano

Pensando no clima hospitalar, o jardim vertical é uma excelente alternativa para compor o projeto arquitetônico porque tem condições de embelezar o ambiente sem ocupar grandes espaços, ao mesmo tempo em que se mostra um eficiente método terapêutico.


Jardim Vertical compõe entrada de hospital

As plantas ficam a uma altura acessível das pessoas que podem tocá-las ou sentir seu aroma agradável. Além da incontestável beleza, que atrai as pessoas para perto, os jardins verticais também ajudam os indivíduos a se aproximarem da natureza e se sentirem mais calmos, relaxados e renovados. Essas boas sensações, inclusive, ajudam no processo de recuperação da saúde.


Hospital Sírio Libanês: Revitalização 1000m² e implantação de sistema de controle Vertical Garden

E nunca é demais lembrar que um jardim vertical melhora da eficiência energética; deixa o ar mais puro; diminui a incidência de ruídos; retém impurezas e poluentes; e equilibra a temperatura.


Uso do verde em áreas de UTI e Controle


Se a biofilia é capaz de gerar benefícios físicos e emocionais em ambientes residenciais e corporativos, quanto mais na arquitetura hospitalar.

Mas por questões obvias de prevenção a infecções causadas por micro organismos, bactérias ou até mesmo fungos, as plantas naturais nem sempre podem ser utilizadas em ambientes controlados.


Como parte do mix de estratégia verde opções de vegetações preservadas, como o musgo escandinavo, podem ser enquadradas e aplicadas em qualquer ambiente, pois não necessitam de irrigação, luz natural, ou qualquer tipo de manutenção (apresentando-se também como uma alternativa de paisagismo sem custos recorrentes). Hospitais modernos que entendem os benefícios da biofilia tem buscado alternativas para todos seus ambientes, como o caso do Beneficência Portuguesa, em São Paulo, que por meio de corredores com musgos enquadrados, implantou o verde em uma área de alto controle onde pacientes ficam internados por meses!


Corredor de área controla Hospital BP - Musgos em fase de prontos para serem envidraçados e esterilizado

Detalhe de Musgo e Marcenaria

Musgos levam benefícios do verde para UTI sem riscos de contaminação

Telhado Verde na Arquitetura Hospitalar

Os telhados verdes tem a capacidade de gerar bem estar nas pessoas que convivem, plantam ou mesmo apenas tem a visão da coberta vista das janelas do seu quarto. Mas além dos benefícios físicos e emocionais que o contato com o verde podem causar nos usuários da edificação, os telhados verdes também oferecem benefícios de sustentabilidade e redução de custos que são grandes atrações para as instituições da área de saúde. Eles ajudam a mitigar o efeito de ilha de calor urbana e oferecem isolamento extra, reduzindo assim o uso de ar-condicionado do edifício. Além disso um sistema de telhado verde bem conservado pode mais do que duplicar a vida útil da impermeabilização e funcionalidade de uma cobertura bem captar águas da chuva e aliviar as redes pluviais da edificação.


Telhado Verde em Hospital criam microclima favorável a recuperação

Os desafios de Implantar o Telhado Verde em hospitais verdes


Embora os telhados ecológicos tenham percorrido um longo caminho nos últimos anos, o processo é exigente, exigindo muita colaboração das equipes para que funcione. “Os desafios associados ao projeto de telhados verdes estão principalmente na complexidade do detalhamento, documentação e coordenação de várias disciplinas de arquitetura e engenharia, considerando equipes de instalação e trabalho mistas. Conseguir trabalhar com times de projetos que “se conversam” e chegam a soluções em termos de cargas estruturais, drenagem, irrigação, impermeabilização e paisagismo é a chave para o sucesso deste sistema. Situação possível somente com o paisagismo de alta performance. Construções de Hospitais, em geral, requerem muita documentação de equipes de campos, termos exigentes de compliance e SSMA.  Embora poucas empresas no Brasil tenham estrutura para suportar o paisagismo de alta performance, como a Vertical Garden tem, os telhados verdes trazem muito benefícios e proporcionam um ambiente tranquilo e confortável para pacientes e usuários da edificação, ou uma vista suave que contrasta o ambiente clínico muitas vezes estressante.


Confira outros artigos que vai gostar:

Jardins Verticais: tudo o que você precisa saber!

7 exemplos de técnicas de construção sustentável para arquitetura

Entenda o sistema de Jardim Vertical Natural que os Arquitetos amam!

Vertical Garden: paisagismo que contribui com a sustentabilidadePaisagismo de alta performance: entenda o que é e por quê você precisa em sua obra

Conheça as leis de telhado verde em vigor no Brasil

#arquiteturahospitalar #hospitaisverdes #hospitalsustentavel #sustentabilidade #biofilia #arquiteturasustentavel #telhadoverde #jardinsverticais

BRA: +55 (11) 4873 2188

USA: +1 (786) 991-2661  

 BRA: Rua Colégio Pio XII, 10    – Morumbi – CEP 05657-140 

USA: 323 Sunny Isles BLVD, #708 Sunny Isles Beach, FL- 33160

Vertical Garden. CNPJ: 15.494.532/0001-08
Politicas da loja

  • Google ícone social Places
  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn ícone social
  • YouTube ícone social
  • Pinterest ícone social
  • Google+ ícone social
  • Facebook Social Icon